terça-feira, 26 de abril de 2011

Em casa

Do trabalho direto pra casa, largar roupas, sapatos e bolsa pela sala, esparramar no sofá.
Jantarzinho pra um, ler meus blogs preferidos, e os tantos indicados, me embriagar de mim mesma.
Folhear minhas revistas, me bezuntar em cremes, depois de dias de ausência deste lugar.
Uma semana vivendo a vida dos outros que agora também é a minha...
Acordar, dormir, meio que sem despertar.
Lembro-me bem o que a amiga R. sempre diz, que minha racionalidade não é real, e agora sinto como se tivesse perdido o controle, não depende mais de mim, não depende apenas de mim, e é muito difícil flutuar.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

O que sara, que sara?

Estou feliz, nunca fui tão feliz com alguém, amo meu amorzinho.
Mas confesso hoje visitei a página proibida, me trai, me boicotei...
Confesso e me sentencio, INOCENTE.
Caixinhas pretas flutuam na minha mente, erros, sabotagens, mas não cai.
Apesar de alimentar uma fantasia inconsequente, me entrego cada dia mais a felicidade.
Me permito a leveza de ser, de estar feliz....